Novidades > Artigos

18/04/2007
Relatório da Expedição Caminhos Antigos da Bahia já foi encaminhado ao Programa Monumenta

Foto Anterior Legenda da foto bla bla bal baljjflakjf adflajf adf Foto Posterior
Reunindo centenas de fotografias, inéditos estudos sobre a histórica rota colonial dos sertões e sobre a singularidade de sua paisagem cultural e natural, o Relatório da Expedição Caminhos Antigos das Minas à Bahia já se encontra em mãos do Programa Monumenta, do Ministério da Cultura e da Unesco, que foram parceiros do Instituto Terrazul na pesquisa de campo realizada em agosto e setembro do ano passado. Além do levantamento dos patrimônios históricos e culturais tombados ao longo da rota, desde Mariana a Salvador, o relatório traz algumas sugestões para o incremento do turismo na região, por meio do fortalecimento dos pólos já existentes em torno de Ouro Preto, da Serra do Cipó, de Diamantina, da Chapada Diamantina e da capital da Bahia.

Como 188 páginas, o relatório está estruturado em quatro capítulos. O primeiro, elaborado com base em pesquisas bibliográficas sob a consultoria do historiador Márcio Santos, procura traçar os antecedentes históricos da formação do caminho da Bahia. Em seguida, o capítulo 2 aborda, de forma sucinta, a história dos municípios com bens tombados pelo IPHAN e a lista destes acervos culturais, acompanhadas das fotografias de Pedro Miranda e Paula Huven, fotógrafos da Expedição.

O capítulo 3, elaborado sob a forma de um roteiro de viagem pelos geógrafos Isabel Mascarenhas e Acácio Ferreira Júnior, faz a descrição da paisagem cultural e natural da rota, com ênfase nas unidades de conservação visitadas. Também neste caso, o capítulo é ilustrado com fotografias coletadas durante a Expedição.

Por fim, o capítulo 4 reúne a seleção das melhores reportagens produzidas pelos jornalistas Marina Rattes e Pedro Costa durante a viagem, sob a coordenação editorial de Denise Menezes. Entre quase uma centena de diários veiculados todos os dias no hot site que pode ser acessado na capa do site da Terrazul, o Instituto selecionou para o relatório 76 reportagens, entrevistas e fotografias que resgatam a força cultural, histórica e natural dos municípios ao longo desta antiga rota colonial brasileira.

Lei Rouanet

No início deste ano, o Instituto Terrazul encaminhou ao Ministério da Cultura projeto para a edição de um livro com as informações e imagens recolhidas durante a Expedição. Enquanto aguarda a análise e a aprovação do projeto, a entidade deverá disponibilizar em breve o relatório na internet.